Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Pesquisar

 



A Costa dos Sargos

Quarta-feira, 08.02.12

O troço de costa que se estende entre as localidades maritímas de Peniche e o litoral de Sintra, engloba uma grande extensão, com grandes escarpados, com deliciosas encostas de falésia, que formam uma costa de beleza incomparável.

 

Em todo este imenso pedreiro pode distinguir-se umas zonas de outras, devido à sua maior ou menor disposição e índice de capturas.

 

Um esquema geral é muito semelhante: uma área que aparece seca e aparentemente "morta" quando está maré vazia e que o impulso da maré vai enchendo, de maneira que permite que o engodo que estamos a utilizar para atrair o peixe se encontre estável, criando assim as condições óptimas para que o sargo de desloque o menos possível.

 

O engodo, pode ser composto por uma base de anchova triturada, que podemos adquirir em qualquer peixaria ou numa fábrica de salga. Há outros, igualmente válidos, como a sardinha, o camarão, polvo, lula, etc.

Qualquer um é bom, na hora da verdade só se nota pequenas diferenças.

 

Depois temos outros factores, são as condições atmosféricas e o estado do mar, que estão intimamente relacionados e que são decisivos neste desporto.

Na nossa costa pode-se pescar todos os dias, mas como tudo na vida, há uns dias melhores que outros!

 

As circunstâncias são favoráveis quando estamos num periodo de tempo estável ou no inicio das mudanças atmosféricas.

 

Imprescindível observar bem o mar, é difícil dizer qual a melhor situação, mas o ideal será com um mar batido, contínuo, cujas ondas rompam umas atrás das outras, fazendo com que a água estabilize e se encontre tapada, de forma que a nossa presença não seja percebida.

 

Para isco, camarão inteiro ou descascado, tira de lula, gamba cozida, pulga e inclusive lapa, caranguejo, mexilhão, etc. O ideal é iscar o anzol com matéria prima que compõe o engodo.

Por último, neste locais de difícil acesso, ter sempre bem presente a questão da segurança.

 

Boas pescarias!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 16:49

4 comentários

De tresgues a 18.11.2009 às 23:19

Ora bem, já aqui tinha vindo há uns tempos... mas como não havia nada de novo, só hoje voltei.
Muito bem. Mais actualizado, agora.
Óptimas dicas para quem se" dedica à pesca".
Eu, filha de pescador amador - que já não "actualiza" esse desporto há uns largos anos, o primeiro e último peixe que pesquei foi pelo rabo. Acho que há uma anedota qualquer deste género, mas esta foi mesmo real.

PS: Uma pessoa só com blog, vê-se e deseja-se para o manter actualizado... mas eu vinha à procura do tal vídeo do comentário de ontem. Ainda há outro blog? É que não o vejo aqui.:(
Vou colocar este também nos links laterais, posso?
Boas pescaria, então!

De João Silva a 19.11.2009 às 23:37

Por aqui!!

Muito bem vinda!

Este Blog tem estado e vai continuar um pouco desactualizado, em termos de temas novos, e acima de tudo, de relatos de pescarias. Este ano tem sido particularmente desgastante, algumas situações pessoais, mas principalmente profissionais, não me têm permitido muito tempo para me dedicar à pesca.

Actualmente este blog tem sido mesmo o meu pesqueiro virtual!

Existe outro blog, mas não é do Sapo, por isso não aparecer no meu perfil. Está a ser remodelado. (fica para breve o link).

Pois é, tresgues, então também Pescadora!

Fiquei com essa sensação depois dos comentários sobre os Pescadores...

Mais um tema comum, onde iremos ter muito para conversar

"Vale mais um mau dia de pesca, do que um bom dia de trabalho".

Abraço!

De tresgues a 20.11.2009 às 11:25

Acredito bem que sim! Aliás, um mau dia de pesca deve valer por dois ou três de bom trabalho. :) Claro que brincamos, uma vez que é importante que o trabalho corra bem.
Pescadora? Se pescar um peixe pelo rabo já é considerado bom, Ok, sou pescadora. O meu pai era. Daqueles de todos os domingos. E todos os domingos à noite ia dar o excesso de peixe que pescavam - ele e os colegas - ao hospital local. Mas ele pescava mais em barragens e rios. Eu desde cedo me habituei a ver aqueles "bichinhos"(engodo?) crescerem num frasco, na porta do frigorífico, de segunda a sábado, para desgosto da minha mãe- que entratanto, acho eu, se habituou! ;) Já não se usa isso, ou ainda?( Agora não me lembro o nome.)

Fico à espera do outro link, então.

PS: Meu amigo, o ano está a acabar. Pense nisso. Sei o que é passar por anos assim. Se sei. Ainda não vai há muito tempo. Em termos profissionais, não. Então, sempre que possa, olhe o Mar. Mesmo que não "pesque nada"!


De João a 04.02.2010 às 14:58

Boa tarde,

Existe algum endereço de email para onde lhe possa enviar uma proposta de parceria?

O meu email é o wmktpt@gmail.com

Cumprimentos

João

Comentar post



Tradutor/Translation
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified


Informação útil

windguru

hidrografico

Em Defesa dos Oceanos

greenpeace

Comentários recentes

  • Mauro

    Do best que ja vi na net...partilha de tecnicas e ...

  • Abilio Pires

    Caro senhor,Que bóia me aconselha para aguentar um...

  • João Silva

    Já há novidades?

  • Pedro Franco

    Ora ai está alguém que conhece a costa da Ericeira...

  • João Silva

    Tenho andado um pouco ausente, tanto do blog, como...


A Ter em Conta!



miarroba.com

CURRENT MOON


Contacto: silva.joaodiogo@hotmail.com