Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Pesquisar

 



Pesca à Boia Grande Prémio de Setúbal

Terça-feira, 18.09.12

 

Pescadores federados e não federados entram em competição num torneio de pesca à boia integrado no programa desportivo dos “10.os Jogos do Sado”, dia 30, durante a manhã, no aterro da Secil, em Setúbal.

 

Os interessados em participar no “Grande Prémio de Setúbal – Pesca à Boia”, prova organizada pela Câmara Municipal em parceria com o Clube de Amadores de Pesca de Setúbal, devem fazer a inscrição, paga, até às 22h00 de dia 28, através dos contactos telefónicos 962 774 970 e 925 951 869.

 

Os pescadores podem participar no torneio, a realizar entre as 08h30 e as 12h30, com concentração às 07h00 no local da prova, individualmente ou em equipas com um mínimo de quatro elementos, devendo apresentar licença de pesca válida.

 

Cada pescador só pode utilizar uma cana com o máximo de dois anzóis, sendo os pontos atribuídos consoante o peso do pescado, contabilizando um ponto por cada grama. São consideradas válidas as capturas de peixe de escama que respeite as medidas mínimas descritas na lei vigente.

 

A entrega de prémios decorre às 15h30, no Parque Urbano de Albarquel. Os três melhores classificados a nível individual recebem um valor monetário e um troféu, galardão atribuído até ao vigésimo melhor participante. Já as três melhores equipas recebem um troféu, sendo atribuídas medalhas a todos os elementos.

 

O “Grande Prémio de Setúbal – Pesca à Boia” é uma iniciativa integrada na programação da “II Feira de Pesca Lúdica e Desportiva de Setúbal”, certame dinamizado em abril.

 

Fonte: Rostos.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 23:19

Circuito Europeu de MOD70

Quarta-feira, 12.09.12

 

O veleiro Spindrift Racing, de Yann Guichard, venceu hoje a segunda etapa do Circuito Europeu de MOD70, que ligou Dùn Laoghaire, na Irlanda, a Cascais.

O trimarã francês levou 2 dias, 15 horas, 37 minutos e 36 segundos a cumprir as 975 milhas náuticas do percurso, tendo a etapa sido disputada com condições meteorológicas muito variadas, de ventos fortes em águas irlandesas a ventos muito fracos à chegada a Cascais.

A vitória na segunda etapa garante a liderança ao Spindrift Racing, com apenas um ponto de vantagem sobre o FONCIA, de Michel Desjoyeaux.

 

 

A rota de 5.000 milhas deste 'tour' europeu teve início em Kiel, Alemanha, entre os dias 29 de agosto e 2 de setembro, seguindo pelo mar do Norte até Dublin, Irlanda, e daí passando pela Fastnet Rock rumo a Cascais.

 

Programa em Cascais
12 setembro: Previsão de chegada de Dublin da 2ª etapa
13 setembro: Dia de Descanso
14 setembro: Cascais Speed Match
15 setembro: Cascais City Race
16 setembro: Cascais City Race
17 setembro: Largada "Volta a Portugal"
18 setembro: Final "Volta a Portugal"
19 setembro: Dia de Descanso
20 setembro: Largada da 3ª etapa - Cascais / Marselha

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 19:50

Cláudio Cristóvão foi o melhor português no Mundial de Pesca Desportiva de Alto Mar

Segunda-feira, 10.09.12

O atleta algarvio Cláudio Cristóvão, do Clube de Caça e Pesca Cavaquense, foi o melhor português no Mundial de Pesca Desportiva de Alto Mar, disputado em França, o qual concluiu no 10.º lugar.

 

Na sua quarta participação na prova, o pescador do clube do concelho de Olhão alcançou também o seu melhor resultado de sempre, depois de ter somado um 16.º lugar (no primeiro dia), um 12.º e um 15.º.

 

O outro atleta algarvio que integrou o elenco nacional, Rui Soares, do Grupo Naval de Olhão, foi 57.º, no ano de estreia no Mundial, fazendo um 64.º posto, um 38.º e um 49.º ao longo dos três dias de prova.

Coletivamente, Portugal ficou em 7.º lugar, numa prova ganha pela França. Individualmente, o vencedor também foi francês, Francis Couzinet.

 

Fonte: DiáriOnline

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 17:11

Pesca TV online

Quinta-feira, 30.08.12


Watch live streaming video from radiopescatv at livestream.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

Temas:

por João Silva às 22:07

Montagens para boia de correr

Sábado, 25.08.12






Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 19:33

Engodo para o Mar

Segunda-feira, 13.08.12

O segredo pessoal de cada pescador é o engodo. Os engodos destinam-se a atrair os peixes, variam de espécie para espécie, variam em função das condições da meteorologia, do pesqueiro e variam mais ainda de pescador para pescador.

 

Nas pesca no mar, quase todos os engodos têm como base a sardinha, aí existem algumas variações, esmagada, menos esmagada, sem cabeça, a esta massa de sardinha esmagada, mais ou menos liquida adicionam-se, alguns aditivos, farinha, ração para piscicultura, ração normal para animais, areia, enfim.... com base na sardinha e no óleo de sardinha faça os seus testes e verifique qual lhe trás melhores resultados.

 

Na pesca para mar existem mais algumas variantes, desde pão misturado com atum de lata a elementos doces à base de açúcar, camarão com mel por exemplo. Há pescadores que afirmam que os peixes são gulosos que o açúcar é o melhor isco para o mar, há muitos anos que se usa o anis e a groselha (campari) para a pesca à carpa, alguns pescadores estão a ter bons resultados com técnicas normalmente usadas em águas interiores, experimente a adocicar o seu engodo. Mas quem pode dizer qual o melhor engodo...... certamente que ninguém, a partir de todas as misturas já inventadas experimente e volte a experimentar.

 

Além da sardinha pode utilizar ouriços (o sargo aprecia muito), mexilhões, caranguejos, cavala. É com estes engodos, estudados, testados e passados ao longo de gerações que se conseguem atrair os peixes que estão longe, no entanto, é mais importante saber "engodar" do que, na maioria das vezes, o engodo, daí a diferença e algumas variações, os resultados variam não tanto pela diferença entre o engodo mas sim pela forma como se utiliza. A utilização de engodo em excesso faz com que os peixes de pequenas dimensões sejam atraídos, use engodo suficiente para atrair os peixes, não utilize em excesso, volte a engodar quando sentir que necessita novamente de atrair os peixes. A corrente pode fazer com que o engodo vá alimentar os peixes a kilómetros de distância, se assim for e em alguns locais, o engodo pode ser colocado localmente dentro de um recipiente que o deixe libertar lentamente, uma meia por exemplo. Experimente, seja inventivo .... o pior que pode acontecer é não apanhar peixe ... mas a maior parte das vezes pode não ser por causa do engodo... não desista se a pescaria for má, não relacione unicamente com o engodo. Boas pescarias.

 

Engodo Sardinha

 

O engodo de sardinha é talvez dos engodos mais utilizados para o mar devido sobretudo à sua eficácia.

A melhor sardinha para engodo é a sardinha gorda dos meses de Setembro e Outubro, é ideal para congelar para as pescarias de Inverno e Primavera, durante o Verão pode-se usar a sardinha fresca da época. É essencial o engodo ser fresco, ou seja, se a pescaria é no Domingo, no Sábado coloque a descongelar a quantidade de sardinhas necessárias para o engodo, assim, quando iniciar a jornada de pesca no dia seguinte a sardinha já estará descongelada e pronta para fazer um bom engodo.

Para fazer o engodo, junte sardinhas e areia num recipiente, esmague e misture a sardinha com a areia até formar uma massa consistente. O engodo de sardinha pode então ser utilizado, verifique se é consistente de modo a poder formar bolas que permitam o lançamento. Belisco É mais um engodo com base na sardinha, consiste basicamente em escamar a sardinha, retirar a cabeça e a espinha central ficando apenas com os filetes de carne limpos, estes desfazem-se na mão em pequenos pedaços fazendo-se pequenas bolinhas que se atiram para pedras onde as ondas vão rebentar, não se coloca engodo directamente na água. É muito importante que todo o acto de manusear a sardinha seja feito apenas com as mãos ou eventualmente com o recurso a uma pedra. Devem ser evitados os objectos cortantes metálicos.

 

Engodo para sargos

 

Retira-se a cabeça e a espinha às sardinhas e vão-se pondo as partes carnudas para dentro do balde, quando já tiver uma boa quantidade pizam-se com um pizador bem afiado, juntando-se aos poucos água do mar colhida no local até ficar com um aspecto pastoso tipo sopa. Engoda-se sempre quando a onda recua com uma concha para as pedras onde as ondas vão rebentar, não se engoda directamente para a água senão o engodo afasta-se depressa de mais. A cadência da engodagem deve ser certinha, passada a 1.ª meia hora em que se engoda mais, uma concha em cada 3/4 minutos deve ser suficiente para manter o peixe no pesqueiro. Se o mar for um pouco forte e tiver muita corrente deve adicionar-se areia da praia ao engodo até ficar tipo argamassa. Engoda-se então fazendo pequenas bolas (tamanho bola de golfe) que se atiram para as pedras onde a onda irá chegar. Uma outra técnica é o belisco cada vez essencialmente porque o engodo é lançado com a mão, deixando o cheiro da sardinha. A areia e um pouco de óleo de sardinha podem ser um aditivos úteis em pesqueiros altos e ou águas profundas, de outra forma não seria possível o engodo no pesqueiro.

 

Engodo para robalo

 

Para os robalos e bailas, devem usar algumas sardinhas quase inteiras e pequemos pedaços maiores de modo a estimular a sua voracidade.

 

Boas pescarias!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 19:22

O "pai" da chumbadinha - Parte I

Quarta-feira, 25.07.12

É provalvemente o maior responsável por aquela que é considerada a pesca da moda em barco fundeado.

Paulo Moreira, ou "cebola" como também é conhecido é um apaixonado pela pesca embarcada e não nega que lhe dá uma imensa satisfação pescar com esta técnica.


Reproduzimos aqui uma entrevista com Paulo Moreira, pescador da margem sul do Tejo.

 

Como é que começou este fenómeno da chumbadinha?
-Posso dizer que foi nas Berlengas. pesquei lá muitos anos à chumbadinha aos sargos e às douradas e nunca usei mais de 10 gramas de chumbo para isco. Como pescava sempre à rola o barco ia derivando das pedras onde pescávamos e arrastava a pesca para zonas mais fundas, descendo paredes de pedra para zonas muito mais fundas; para que o chumbo não ficasse encostado ao anzol ia dando linha e sentia grandes "porradas" e ferrava peixes muito grandes! Nunca subia mais que o 0.27mm o que tornava tudo mais divertido e era um espetáculo! Começei a pensar a pensar que era possível pescar em 16/18 metros de fundo com uma oliva muito leve e meti na cabeça que ia experimentar esta pesca em barco fundeado, aumentando logicamente o peso do chumbo.


E não se alterou rigorosamente nada ao que se fazia inicialmente?
-Não, nada mesmo, só depois se fizeram umas afinações.É tal e qual como pescar aos sargos ao tento: um chumbo a bater no anzol e já está!
As afinações pontuais vieram com o tempo e são mais detalhes que se prendem com a necessidade e gostos de cada um e dizem respeito ao tipo de linhas e suas grossuras e aos anzóis. pessoalmente pesco sempre na casa do 0.30mm e a minha preferência vai quase sempre para o fluorcarbono, mas por vezes pesco muito fino.
jà nos anzóis prefiro sempre tamanhos grandes, entre o 4/0 e o 6/0, mas que não sejam muito grossos de forma a conseguir espetar melhor o anzol na espinha da sardinha quando isco.


Continua...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 23:26

Volvo Oceano Race chegou a Lisboa

Quinta-feira, 31.05.12

 

Depois da navegação em altas velocidades ontem no Atlântico Norte, a frota da regata à volta ao mundo Volvo Ocean Race acabou de chegar a Lisboa. O veleiro árabe Abu Dhabi, foi o primeiro!

 

Em breve fotos exclusivas sobre este evento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 22:56

Volvo Ocean Race está a chegar a Lisboa!

Domingo, 27.05.12
 

O veleiro árabe Abu Dhabi partiu à frente na largada em Miami, na rota da 7ª etapa da Volvo Ocean Race, que marca o rumo para Lisboa, e tem sido mais um desafio tático para as seis tripulações, agora que a frota regressa à Europa, depois de seis meses de competição à volta do mundo desde a partida em Alicante, Espanha, em Novembro passado.

 

Com apenas 11 pontos a separar o líder espanhol Team Telefónica dos franceses do Groupama e ainda as equipas do CAMPER/ETNZ e PUMA com hipóteses de assumir a liderança na clasificação geral, a rota para Lisboa é decisiva.

O percurso de 3.590 milhas teve início em latitudes tropicais e algumas opções táticas surgiram para os navegadores – velejar pela clássica rota a norte, aproveitando a forte  corrente do Golfo ou tentar marcar um rumo direto a Lisboa.

 

A chave do sucesso nesta etapa será a forma como as equipas lidaram com o sistema de alta pressão sub-tropical a meio do Atlântico – o anticiclone dos Açores. A rota tradicional indicava uma passagem a norte deste sistema, mas havia a possibilidade de uma frente fria dividir-se ao meio, o que potenciava um rumo direto para Lisboa.

Com previsão de cerca de 11 dias, a 7ª etapa da Volvo Ocean Race será uma das melhores na regata de circum-navegação, mas os navegadores estão cientes que o tempo pode variar imenso – ventos fracos e fortes, navegação de través e à popa, temperaturas elevadas e baixas.

 

Faltam poucos dias para se saber o resultado desta etapa...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 23:13

Robalos na Primavera

Domingo, 11.03.12

A Primavera está a chegar!

 

A primavera é uma excelente época para se praticar muitas modalidades de pesca no mar.

 

Uma delas é a pesca ao robalo.

 

Próximo tema será dedicado ao robalo: segredos e técnicas!

 


Boas pescarias!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Silva às 17:59


Tradutor/Translation
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified


Informação útil

windguru

hidrografico

Em Defesa dos Oceanos

greenpeace

Comentários recentes

  • Mauro

    Do best que ja vi na net...partilha de tecnicas e ...

  • Abilio Pires

    Caro senhor,Que bóia me aconselha para aguentar um...

  • João Silva

    Já há novidades?

  • Pedro Franco

    Ora ai está alguém que conhece a costa da Ericeira...

  • João Silva

    Tenho andado um pouco ausente, tanto do blog, como...


A Ter em Conta!



miarroba.com

CURRENT MOON

subscrever feeds


Contacto: silva.joaodiogo@hotmail.com